Capacidade do Terminal de Contentores Sul de Leixões aumenta mais de 26%


Deu-se mais um passo na concretização da estratégia do governo para aumento da competitividade portuária, que prevê um aumento da capacidade de movimentação de carga que permita um acréscimo de 200% na movimentação de contentores nos portos do continente.
 
O acordo alcançado entre o concessionário do Terminal de Contentores Sul de Leixões  e o Estado viabiliza um investimento por parte do concessionário de 43,4 milhões de euros que deverá ser concretizado no prazo máximo de 42 meses.
 
O investimento total inclui obras de ampliação do terrapleno (15,9 milhões de euros) e aquisição de equipamentos (27,5 milhões), permitindo aumentar a capacidade do terminal para 620.000 TEU por ano, em contraponto com os atuais 490.000 TEU, dando resposta ao aumento de procura existente.
 
O acordo agora fechado prevê o compromisso da concessionária de praticar um desconto comercial médio de 20% a aplicar sobre o tarifário máximo, tornando o serviço mais competitivo.
O acordo prevê também que o concessionário (TCL) assume a responsabilidade e o risco de investimento em construção civil, designadamente no que concerne a eventuais desvios de custos e riscos de projeto e de construção.
 
A concessão, que terá uma prorrogação de 5 anos, mantem as rendas devidas pelo concessionário à Administração dos Portos de Douro e Leixões (APDL), assim como o direito de reposição do equilíbrio económico-financeiro do concessionário, nos termos previstos no atual contrato.
 
O Terminal de Contentores de Leixões integra duas infraestruturas – Terminal de Contentores Norte (TCN) e Terminal de Contentores Sul (TCS), ambas concessionadas à empresa Terminal de Contentores de Leixões, S.A. (TCL).
 
Em 2016 o Porto de Leixões movimentou cerca de 660 mil TEU com um aumento de 5,5% face a 2015.

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA